Logo
Notícias

Notícias (52)

Dia 27 de fevereiro, entre as quinze horas e praticamente as vinte, decorreu, online, via zoom, o retiro dos professores de Educação Moral e Religiosa Católica centrado na temática das tentações de Cristo. Foi orientador o Pe. José Pinheiro, pároco da Cova da Piedade. Para prestar algum apoio, estiveram presentes, na Igreja Matriz da Cova da Piedade, a professora Augusta Delgado e o professor José Manuel Teixeira. Participaram no retiro vinte e nove professores. O tema – as tentações do Senhor no deserto – não é novo, contudo, mantém plena atualidade. Com efeito, todos sentimos, diariamente, que pelo facto de resistirmos a elas hoje, não significa que amanhã continuaremos a fazê-lo. Sem cuidarmos, todos os dias, do coração e de tudo o que nós somos, não podemos dizer que estamos salvos: libertos de tudo o que nos prende e diminui. As tentações – tudo o que nos afasta do amor de Deus e do amor pelo próximo, estão sempre à espreita. O retiro teve oração inicial, tempos de reflexão, meditação em grupo, momentos de silêncio e reflexão pessoal, cânticos e partilha, encontro com o Senhor e uns com os outros. De tudo o que se refletiu e partilhou deixo aqui, como memória, esta pequena síntese: o Senhor criou-nos à sua imagem, livres e responsáveis, mas destinados a crescer. Por isso, desde esse momento inicial no coração de Deus, a vida, para nós, é caminho, esforço, sofrimento: tempo para cada um, com a ajuda de Deus e dos irmãos, avançar. Deus permite a tentação, o confronto com o mal, mas oferece-nos também a sua graça para superar as dificuldades. Para ELE nada, em seu coração, podia tomar o lugar do Pai e do amor por nós. Nós também precisamos de superar todas as tentações: do ter, do poder, do parecer. Ele sugere-nos, sem cessar, atenção, cuidado, humildade e confiança. O medo e a ignorância devem ser varridos da nossa vida. Em nós tem de brilhar, permanentemente, a LUZ e a alegria do Domingo. O retiro terminou já perto das vinte horas com a recitação dos mistérios gozosos do terço, a oração de vésperas e a eucaristia, presidida pelo Pe. José Pinheiro e transmitida no Youtube e pelo Facebook da Paróquia da Cova da Piedade. Obrigado, Pe. José Pinheiro pela forma carinhosa e sábia como ajudou todos os participantes a colocarem-se na presença de Deus, a escutar e a responder afirmativamente à palavra do Senhor.

 

José Manuel Leite Teixeira
Cova da Piedade, 27.02.2021

Caras famílias,
Face ao panorama nacional de pandemia em que nos encontramos, um significativo número dos cidadãos está confinado a viver o seu dia a dia no espaço familiar, exilado de outros familiares e dos amigos. Todos fomos afetados e confrontados com uma nova realidade para a qual não estávamos preparados, passando por um período da história da humanidade particularmente novo, duro e incerto, sendo de realçar positivamente todos os que continuaram a trabalhar, nomeadamente os profissionais que colocam em risco a sua própria vida para que não nos faltem os bens essenciais. É fundamental o comportamento e colaboração obediente, fazendo o que está ao alcance de cada um de nós, em benefício da vida, confiantes e desejosos de que ultrapassaremos esta situação de pandemia e poderemos retomar o caminho da normalidade. 

Para ler o resto da proposta abra o anexo.

"Há poucos dias atrás a mãe de uma adolescente que com regularidade partilha comigo a desafiante tarefa de educar as filhas, contava-me um episódio com alguma alegria: a filha Marta de 12 anos, demonstrava a sua estranheza pelo facto de um colega de turma ser excelente aluno a Matemática, brilhante em Ciências e Físico- Química, mas não conseguir perceber porque é que é mau ser racista… Em tom de esperançoso desabafo a mãe concluía: “pode ser que alguma coisa esta miúda tenha dentro e que não sejam em vão tantos esforços… Assim haja professores, catequistas e familiares, que nos ajudem a ensiná-los a pensar e a ter sentido crítico… Caso contrário vão por arrastamento atrás de outros”."

Para ler o artigo todo da professora Leonor Caracóis abrir o anexo.

O nosso retiro foi uma pausa na nossa rotina. Foi o combustível que recarregou as nossas forças na fé, aju-
dando-nos a seguir em frente e a enfrentar obstáculos.
Ao dedicarmos um pouco do nosso tempo a Jesus Cristo, e orientados pelo Padre Tiago Veloso, fomos con-
vidados a fazer uma introspeção sobre a nossa vida na fé, e, no momento de oração, refletimos sobre a
nossa renovação e transformação da nossa relação com Deus.
Passámos por várias etapas espirituais:
- Reflexão sobre si; como somos; como agimos; como nos relacionamos;
- Consolidação dos laços de comunhão com o outro;
- Renovação da vida em oração e espiritualidade;
Tudo isto, indo ao encontro do Evangelho, para continuarmos a ser imagem de Jesus e darmos o melhor de
nós aos nossos alunos.
                                       

Fernanda Garrett

Decorreu, no passado dia 9 de novembro de 2019, na Igreja dos Pastorinhos, Montijo, a Celebração de Envio dos professores de EMRC da Diocese de Setúbal. Esta celebração foi dividida em dois momentos:
O primeiro momento foi de encontro, sendo orientado pelo Pe. Luís Miguel Ferreira, Vigário da Pastoral desta mesma Diocese. O seu testemunho foi profícuo, pois, tendo como base o perfil do professor de EMRC, apelou, a todos os presentes, a serem mais e melhores testemunhas de Cristo, mais e melhores construtores de pontes, começando com as melhores relações com todos os párocos e paroquianos na divulgação da missão de todo o Cristão, o amor de Cristo. Por outro lado, apelou a serem construtores do seu próprio Altar nas suas escolas, tendo como base os valores que Cristo nos transmitiu, tais como: alegria, a tolerância, o diálogo e a concórdia.
Depois de um diálogo franco e construtivo entre todos, passou-se ao segundo momento desta celebração: a Eucaristia, presidida pelo mesmo, e concelebrada pelo Pe. José Maria Furtado, Pároco desta mesma Igreja.
Todos Unidos em Cristo, os professores assumiram este compromisso de ensinar, tendo como base a humilde sabedoria do amor em Cristo.
José Carlos Sequeira

Alguns professores de EMRC inscreveram-se e participaram em mais uma acção de formação promovida pelo SDEIE (Secretariado Diocesano do Ensino da Igreja nas Escolas) neste início de ano lectivo. Tema: “Avaliação e critérios de avaliação em EMRC numa perspectiva inclusiva”. É importante nunca “adormecer” à sombra dos conhecimentos adquiridos e de alguma experiência acumulada. O sonho de alcançar novas vitórias na escola (educação integral das alunas e dos alunos) deve incentivar-nos a rever processos e a buscar continuamente novos projectos e soluções pedagógicas, educativas, formativas e avaliativas.
No início de um novo ano lectivo, confrontados com novas exigências no ensino e na avaliação, precisávamos de ler ou de reler a nova legislação, adaptarmo-nos às novas circunstâncias e criar novos e variados instrumentos de avaliação. A alguns de nós, avançados na idade, custa-nos mudar ou inovar. Mas é muito estimulante lidar todos os dias com a novidade. Todos, alunas/os e professores, formamos o presente e o futuro do mundo.
As professoras Rita Gil e Stela Batinas foram óptimas formadoras e companheiras deste sábado em Setúbal. Todos nos aventurámos mais um bocadinho pelas vias da esperança, da alegria, da partilha e da reflexão que estimula, cura e anima. Todos sentimos que as duas formadoras estavam por dentro do assunto e das questões mais prementes que a todos nos afligem. Todos queremos fazer o melhor nas nossas escolas e nas nossas vidas. Elas souberam motivar-nos, esclarecer-nos e também incomodar-nos.
É muito fácil perder um sábado em Setúbal dedicado a estas questões. Estamos ali na sala sem alunos, descontraídos…de certa forma felizes. Estava a chover na rua, mas na sala não. O dia-a-dia da escola é muito exigente. Sentimos muitas vezes a dificuldade que é ver trinta alunos na sala e um professor ou uma professora sozinha(o) a navegar nesse mar tormentoso. Como é que se pode levar esse barco adiante sem perder ninguém pelo caminho?

Obrigado Rita. Obrigado Stela.

José Manuel Leite Teixeira

Sábado, 13 de Outubro, realizou-se em Setúbal, das 9.30 às 17 horas, no edifício da Cúria Diocesana, a primeira ação de formação do novo ano letivo para os professores de Educação Moral Religiosa Católica de Setúbal, subordinada ao tema “Aprendizagens Essenciais no âmbito da disciplina de EMRC” (interligação com o perfil do aluno no contexto da flexibilidade curricular).

No dia 24 de março, os professores de Educação Moral e Religiosa Católica da Diocese de Setúbal tiveram a oportunidade de se reunirem em recoleção, em ordem ao aprofundamento da vivência quaresmal. O retiro foi orientado pelo padre Casimiro Henriques, pároco de São Sebastião- Setúbal, que explanou o tema da criação divina, usando o esquema inaciano.
A recoleção foi unanimemente reconhecida pelos vinte e oito participantes como muito boa. Para além da forma interessante como foram orientadas as reflexões, foi proporcionado um tempo de interiorização, oração e reconciliação. O espaço onde decorreu o retiro, a quinta da Boavista da Baixa de Palmela (das irmãs da Apresentação de Maria), foi propício para a contemplação da obra da criação, como que o “regresso” ao Jardim do Éden, contemplando o amor criador de Deus e tomando consciência do Deus misericordioso que, mesmo quando Lhe viramos as costas, nos concede nova oportunidade para sermos colaboradores da obra da criação, imbuídos do amor com que fomos criados.
 

                        João Fortuna

No passado dia 19, o Pavilhão Municipal da Torre da Marinha (Seixal) tornou-se pequeno para acolher os 2068 alunos e 154 professores que responderam ao desafio do Secretariado Diocesano do Ensino da Igreja nas Escolas (SDEIE - Setúbal): "Vive a EMRC". Este ano, o Encontro Diocesano reuniu os alunos de EMRC do 2º, 3º Ciclo e Ensino Secundário da Diocese de Setúbal. Um dia marcado pelo encontro e pelo agradável reencontro com antigos alunos e professores, pela alegria e pela animação.
Os alunos foram convidados a um gesto de solidariedade quaresmal, doando bens alimentares que foram presencialmente oferecidos à Associação “Dá-me a tua Mão”, instituição local que distribui diariamente uma refeição a cerca de 200 pessoas. O Presidente da Direção desta Associação, Vítor Dias, presente no evento, agradeceu o gesto solidário e deu a conhecer a referida Associação e o trabalho por ela desenvolvido em benefício dos mais carenciados.
Para além do caráter lúdico do evento, esteve presente o Pastor Diocesano, D. José Ornelas que valorizou a decisão dos alunos e encarregados de educação pela inscrição na disciplina. O Padre João Nabais Dias, Diretor da Pastoral da Juventude de Setúbal, sensibilizou os alunos presentes para a importância de se fazerem ouvir no próximo Sínodo dos Jovens, colaborando no questionário que está a decorrer.
O encontro terminou com a atuação da cantora April Ivy que encantou o público juvenil com a sua simpatia, numa interpretação acústica do seu repertório.
                                                                                                                                                                                                                                                                                         António Rodrigues

Pág. 1 de 4

Últimos Artigos

Localização

 

Contatos

SDEIE Setúbal Secretariado Diocesano

do Ensino da Igreja nas Escolas

Rua Fran Pacheco, 109 2900 - 376 Setúbal

Tel. 265 539 945

Fax: 265 539 943

Telemóvel : 96 132 16 64

Emails: sdeie.setubal@gmail.com

             sdeie@diocese-setubal.pt

NIF: 501 839 194
NIB: 0007 0227 0019 4630 0180 7

Subscreva a newsletter